segunda-feira, 14 de julho de 2008

Demolição, por Solange Sólon Borges

Solange Sólon Borges (*)



É o alívio

quando saio

de águas profundas.


O que parece paixão

poderá ser passional

ou químico,

no momento em que

chegar à plena superfície.


Ao se abrirem

os cravelhos enrijecidos,

o rangido feérico

das adriças

o alertará:

foi iniciado o processo

de decantação.

Eu sei,

encontro-me sob escombros.


* Jornalista, dedica-se a diversos gêneros literários. Entre outras atividades, atua em alguns programas “O prefácio”, sobre livros e literatura. Um deles é o programa Comunique-se, levado ao ar pela TV interativa ALL TV (2003/2004). Apresentou, também, “Paisagem Feminina”, pela Rádio Gazeta AM (1999), além de crônicas diárias na Rádio Bandeirantes e na Rádio Gazeta — emissoras das quais foi redatora, repórter, locutora e editora.

Um comentário:

Insanu disse...

Olá, estou passando para dizer que achei seu blog pelo google e achei muito bom. Parabens.
E tambem aproveito para lhe fazer um convite para voce visitar o meu blog, garanto que vais gostar!
E se quiser fazer uma troca de links, vc coloca o meu no seu blog e eu coloco o seu no meu blog é só me avisar!.

www.flagranacidade.blogspot.com